Atuação Lírica

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Asa Branca


A seca atinge o solo árido nordestino.
Com o imenso calor, o sertanejo se faz de forte a cada dia;
A Asa Branca retirante levanta voo para mais uma nova jornada,
À procura de água, solo e trabalho para prosseguir seu destino.

A insolação e o calor levaram simbora consigo o meu amor.
Debaixo do sol vermelho, 
Entre matos e canteiros
Vou me embora peregrinando, 
Em busca daquela que um dia estava namorando.

Asa Branca, ave de arribação
Me distanceie agora de todo meu sofrimento 
Leve embora contigo a minha dor,
Traga de volta contigo minha paixão.

Luiz Gonzaga

0 comentários:

Postar um comentário