Atuação Lírica

terça-feira, 12 de novembro de 2013

O sentido do amor



Amar sem porém, 
                          contudo  
                                      ou todavia...

Amar sem porquês, nem talvez,
          Amar inexoravelmente 
                                incondicionalmente
                                           no sentido da palavra
no sentido do amor
                         em todos os sentidos...

Luiz Gonzaga

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Antes e depois


Na alvorada dos sentidos e em todo florescer,
Me perco na palavra e só me lembro de você.
Tu és a palavra dada: A jura de amores, então...
Debaixo, na serenata, com amor, peço a sua mão,
Sentados na calçada, pessoas vêm, pessoas vão
Palavras e sentidos surgem em meio a escuridão
Sob sinistra horrenda, o amor afasta o perigo
E dia após dia desejo viver com você...
Compartilhando a verdadeira felicidade
Vivendo o mais bonito amor contigo.

Luiz Gonzaga

sábado, 31 de agosto de 2013

Em cantos



Em cada canto, em cada lugar,
Sinto uma vontade imensa de te encontrar
Para em cantos nos encontrarmos 
E juntos nos encantarmos com lições de amor e carinho
Em cantos temos juntos quando nos encontramos nós dois.

Luiz Gonzaga

domingo, 28 de julho de 2013

2



Quando com você estou
Você me chama de meu amor
E a chama de nosso amor nos aquece
Nosso sentimento de bem-querer
Todas as vezes aumenta quando estou com você
E a ternura de nosso encontro, de nossos beijos
Aumenta nossa relação, relação ímpar:
Nós dois: O melhor par!

Luiz Gonzaga

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Completa



Com você vivo melhor,
Com você bem estou
Com você quero bem estar
Vivendo nos laços do amor.

Nas notas mais delicadas da luz do dia,
Versejo a cantar pra um só coração
E antes que a penumbra encerre toda a calmaria,
Desfecho com seu beijo o som da melodia.


Luiz Gonzaga

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Eu sem você


Um dia sem cor, sem graça, sem brilho, 
Uma aquarela descolorida,
Uma vida sem forma e sem desejos,
Assim seria sem você!

Um dia com cor, com graça, com brilho, 
Uma aquarela bem colorida de cintilantes cores,
Uma vida com forma,
Com vários desejos de te amar mais e mais a cada dia,
Assim sou eu com você!

Luiz Gonzaga

sexta-feira, 17 de maio de 2013

A dama da noite


Ontem a noite se enfeitou de brilho e púrpura
Talvez você, jovem moça, tenha ofuscado o brilho da própria lua...
Com seu brilho de encanto, fascínio e bem-querer,
Transformas-tes a rua com o brilho da lua refletido em teu sorriso ímpar...
Ontem a noite foi só tua e os holofotes concluíram o espetáculo,
O espetáculo de mim e ti juntos numa só noite...

Luiz Gonzaga

sábado, 20 de abril de 2013

Preciosa


A alvorada impõe-se no celeste azul em meio às alegres manhãs.
Impreterivelmente, a vida solta seu hálito diariamente sobre a campina...
Dia após dia enfeitando e criando laços de paixão em cada sorriso da mulher amada
Em cada estação, quero estar aflorado pelas notas marcantes de seu amor, doce menina...
Aquarelizando-se em traços, formas de fascinação. Aroma de peras, uvas, maçãs.
Sob gracejos teus, versejo sobre encantos, amores e fascínios seus, pois és doce menina!
Em teu seio palpitam emoções, doces lembranças, resplandecidos pelo reflexo da opala que de seus olhos iluminam as alegres e doces manhãs da minha vida na chapada do horizonte ocaso.
Ao som da harmônica valsa melodiosa, com gestos de ternura e afeto,
Te convido a conviver ao som da dança,
O ato de se apaixonar no mais simples gesto:
O ato de ser eternos namorados...

Luiz Gonzaga



domingo, 24 de março de 2013

Madrugada


        Vem me aquecer em teus braços nessa madrugada fria que não me deixa sonhar com aqueles momentos de alegria e paixão em que o amor e a emoção tomavam conta de nosso ser único, verdadeiro e transformador.
        Sem você, a madrugada é fria e longa, transformada num vazio rodeado de sombras de solidão que logo é afastado quando tenho você ao meu lado, transformando o sentido da noite, transformando o sentido da sinistra e solitária melodia, clareando o dia em desejos e transformando uma a uma as emoções no verdadeiro amor, na verdadeira paixão...

Luiz Gonzaga

segunda-feira, 11 de março de 2013

A verdadeira mulher


Tu és uma mulher Divina;
Que carrega consigo um sentimento puro no coração.
O seu amor por mim nunca se acaba,
O meu amor por ti, tampouco...
Realmente sabem que fomos feitos um para o outro.
Bem sei que aonde estiveres, me levarás em vosso coração...
Onde eu estiver, serei vossa semente:
Perpetuando o seu imenso amor,
Tesouro puro e verdadeiro
Doce que nunca se estraga...
Amor sincero, o qual, meu coração sempre agrada.

De Luiz Gonzaga para Terezinha Gonzaga
Parabéns, mãe!!!

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Sorriso



Era uma vez um sorriso que se abria todas as vezes em que o amor e o encanto estivessem presentes...
Sorriso que gerava outro sorriso todas as vezes em que ambos se encontravam...
Que davam lugar às palavras quando se faziam necessárias,
Que davam lugar aos beijos quando essas se faziam ausentes...
Sorriso fascinante e conquistador,
Sorriso que se faz presente na face de minha namorada, de meu amor...

Luiz Gonzaga

domingo, 27 de janeiro de 2013

Voo celestial



Eu quero voar nesse céu que se abre quando se sobrevém o amor,
Que vem carregado de encantos, gracejos e frases de carinhos.
Quero voar onde avião não levanta voo, tampouco sol se faz calor
Onde tudo acontece, onde viajamos nas palavras...
Eu quero estar presente com você, na agitação ou no silêncio da madrugada
Quero sobrevoar infinitamente no céu da boca de minha eterna namorada...


Luiz Gonzaga

sábado, 12 de janeiro de 2013

AMARela



Eu só poetizava para amarela,
Só mudei por amarela,
Só vivo feliz por amarela,
Me apaixonei por amarela,
Me redescobri por amarela,
Me encanto a cada dia por amarela,
Vivo o verdadeiro amor por amarela.


Luiz Gonzaga

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Joia sedutora


Provocante sedutora, és tu mulher.
Em meio às trevas turvas, tu eres a luz.
Num horizonte cintilante qualquer
A beleza de seu corpo me seduz.

Tentação que bate a porta do coração:
Entre o desejo e a emoção. 
Entre a esperança e o amor.
Cultuo tu, amada, com primor e esplendor.

És amor verdadeiro, tesouro áureo...
Horizontalmente, entre beijos.
Olhar de brilho ímpar, diamante corpóreo.

Teu suave corpo exala jasmim;
No mais puro desejo e acalanto
Eu e você: vivendo amores sem fim...

Luiz Gonzaga