Atuação Lírica

sábado, 29 de setembro de 2012

Amor de vaqueiro


Entre estradas e mourões
Entre cercados e corridas
Entre lapsos de apartações
Sou vaqueiro, sou campeão.
Entre brenhas e caatingas,
Lembro-me do rosto daquela bela morena
Fonte de minha inspiração
Adentro matos e espinhos
Com chapéu e gibão;
Permeio em serras e cerrações
Derrubando bois num galope de um trovão
Vou abrindo meus caminhos:
Para laçar um só coração.


Luiz Gonzaga

0 comentários:

Postar um comentário